domingo, 17 de abril de 2011

Liberta-me dos Espinhos

Esta é uma mensagem para a dor: venha por inteiro.
Não vou me esquivar, não vou abdicar a oportunidade de viver.
Porque a felicidade é sempre suprema. E superar significa elevá-la sempre mais. Fazê-la ultrapassar.
Estranho porque às vezes me sinto feito de barro. Então quebro e procuro em desespero um nobre artesão para me moldar mais uma vez.
Em mim, penso não encontrar forças.
Mas me engano tanto.
Eu sempre estarei aqui, na mira das flechas.
O artesão sou eu. O barro sou eu. Sou um sistema infinito de vitórias.
Para este novo molde, aprimoro.
Já não sou mais o mesmo.
Agora um artesão mais experiente,
molda o desgastado barro de sempre.

Um comentário:

pauloveras disse...

A dor. Ai a dor! So mesmo quem a sente pra poder ter a dimensão. Seja ela qual for, sempre nos faz sofrer. Parabens pelo blog.
Abraços