segunda-feira, 26 de março de 2012

Eu vou estar

Eu vi na tv um filme muito bonito, chamado Meet the Robinsons, e no final aparece uma frase do Walt Disney, que traduzida livremente diz: Aqui, no entanto, nós não olhamos para trás por muito tempo. Nós continuamos seguindo em frente, abrindo novas portas e fazendo coisas novas. Porque somos curiosos… e a curiosidade continua nos conduzindo por novos caminhos. Siga em frente.

Eu simplesmente amo ser dono de algumas lembranças. Sou muito grato por ter vivido certos momentos. Estava conversando com uma amiga hoje e, ao mostrar uma foto de um encontro nosso, só para lembrar a data de quando nos vimos foi um turbilhão de associações: antes de 2009... talvez em 2008... depois da festa da tequila com os amigos da graduação, o que me rendeu um camarote de brinde, porque fui um dos que mais venderam convites.

Pausa: eu fui um dos que mais venderam convites para uma balada? Meu Deus, até isso. E eu nem gosto de balada. Isso poderia ser enquadrado na categoria de milagre, não fosse pela tequila e pela música de gosto duvidoso.

Voltando: tiramos a foto depois da festa da tequila, antes do festival japonês, depois da viagem dela para Salvador, antes do fim do ano, depois do meio do ano... e por aí vai: deve ter sido em outubro de 2008.

E o que foi mais estranho foi pensar que, meu Deus: eu existi. O mundo girou e eu estava lá, provando a gravidade. Não levitei, não fui enterrado. Aproveitei o momento e fui ver outras fotos, outros recados, outras pessoas. Tudo absolutamente especial, da sua maneira. Tudo na memória.

Eu não quero esquecer nunca mais!!!

Mas por outro lado a vida tem exigido que eu prossiga. Que eu liberte o meu coração de correntes antigas. Que eu vença, brilhe, supere. Que eu possa amar de novo, viver tudo de novo. E me libertar de novo. Não posso esquecer o amor que recebi, mas não posso me limitar a ele. Há muito mais esperando por mim. E mais do que isso: no futuro me esperam. Eu preciso chegar forte, determinado e feliz para o encontro comigo mesmo. Tenho que preparar o terreno e seguir pelo rumo certo para que daqui um tempo eu possa ser como eu sempre sonhei. Eu preciso de sonhos pra mim. Go ahead! Preciso perder, ganhar e ganhar. Engordar, emagrecer, emagrecer. Aprender. Sair da inércia. Ensinar pessoas. Aprender mais uma vez. Ser. Lembrar. E não esquecer.

4 comentários:

Allyne Araújo disse...

é difícil dizer a deus as coisas nos marcaram no passado, mas é como vc diz.. a gente precisa seguir em frente e perceber q há muito mais logo ali.. no mais! adorei seu post!!!! bjooooo

Anônimo disse...

Olha a Maria do Bairro ali!
Thi vc e ela estão de parabens estão uns gatos!
Vc com toda certeza existiu e agitou e tem muito mais ainda pra existir!!!
Olhando pra frente e sem esquecer do passado!
e Claro! rodeado de amigos com muito amouuurrr!
bjuhs!

Caco disse...

Que lindo.

Elielza Souza Abreu disse...

Que lindooo post!!!
Estava "passeando"pelo seu blog rs há tempos não o faço...
Parabéns pelo mestrado!!! Sabemos que o caminho é árduo, mais que acima de tudo, tem um valor incomensurável. Sucesso pra vc, e que venha o doutorado haha
Que saudades da Júh, tempos de escolas, cartas, história...
A vida é fabulosa, e o que fica é exatamente isso: nosso relacionamento com as pessoas, as demonstrações de afeto, carinho, amor, amizade!