domingo, 9 de novembro de 2008

Sobre o que não se pode comprar

Ele não tinha as melhores roupas,
mas sabia do frio que sentiria sem elas nas noites de inverno.
Ele não vivia no país mais justo,
mas para as noites de chuva, havia o teto;
para as tardes de calor, a varanda.
Ele não desfrutou as mais intensas paixões,
mas foi fiel aos pequenos amores.
E nessa vida simples,
com as contas do mês e o sofrimento diário,
ele fez muita gente feliz.

A felicidade é um estado de espírito.
E só.

3 comentários:

Juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana disse...

A felicidade eh um estado imaginario!!
Viva a imaginaçao!!!
Minha, sua, nossa,deles, daqueles...
e...por ai vai...vai por ali tbem... ah nao esquece de virar a direita...e segue em frente!!Que atras vem gente!! sahduahdusa
bjuhhh

Fenix disse...

Nossa, que lindo! Acho que a felicidade é poder fazer muitas pessoas felizes. Vou compartilhar com você o que é felicidade para mim: é ter o que se precisa na hora certa e na quantidade certa. Se uma pessoa está no deserto, naquele momento a felicidade para ela, pode ser encontrar um copo de água. Felicidade não é ausência de sofrimento. E sim poder enchergar esse sofrimento de uma forma diferente e poder usá-lo para o aprimoramento da própria vida. Mas no fim ninguém é feliz se as pessoas ao redor estão tristes, então ser feliz é fazer com que as pessoas ao redor se tornem felizes. Porque a felicidade não estão nas coisas materiais e muito menos fora da gente. A felicidade é o caminho! Ela se encontra nas coisas mais simples! E para mim ela existe sim, não é imaginação. Mas são poucas as pessoas que sabem ser felizes.