terça-feira, 11 de agosto de 2009

Alô Mulheres!

Vocês estão sendo muito mal representadas. No Fantástico, programa da Rede Globo, o quadro Liga das Mulheres mostra o comportamento feminino e alguns problemas ligados a ele. Nas últimas semanas, tem sido mostrada a história de Kátia, bancária, loura e louca para casar. A missão da liga é descobrir por qual razão Kátia está encalhada.
Até ai tudo bem. Muita gente está encalhada e não sabe bem o porquê. Meio mundo anda reclamando que está a procura de um relacionamento sério, mas sem sucesso.
Kátia procura seu amor em baladas fervorosas, se veste com roupas mínimas, tem um papo nada a ver e já chega botando pressão: eu quero casar!
Não há homem imune ao susto. Fuga na certa. Ela me lembra aquela música do Cazuza, genial "A tua piscina tá cheia de ratos, tuas ideias não correspondem aos fatos".
Kátia está ferrada. Não sendo suficiente estar no lugar errado, na hora errada e com pessoas erradas, ela vem recebendo a ajuda de mulheres que se vestem muito bem, modernas no vocabulário mas que na hora do vamos ver... são umas tapadas. Não incentivam Kátia a ser quem ela é, tentam mudar o visual e a personalidade da moça, atacam-na com críticas melosas e acabam transformando a bancária em um personagem ridículo e caricato que precisa ser exterminado do espaço.
Seguido a isso, arrumaram para Kátia um encontro de solteiros. Ela pôde bater um papo master num tempo recorde de 5 a 7 minutos com um cara que, pelas suas intenções, tem tudo para ser seu marido. Nossa, existe amor no fundo do poço?
Kátia está se transformando em uma nova mulher que, do ponto de vista da liga das tapadas, é dona da receita do sucesso. Mas essa nova mulher, incoporada por Kátia não possui nada da essência daquela loura e louca pra casar que iniciou o quadro. Com certeza no final da saga veremos a bancária com um homem apaixonado por uma Kátia que não é quem aparenta ser. Ela é o resultado de uma ilusão, de uma transformação forçada e forjada pela mídia. Kátia não é.
Uma antítese à liga das mulheres foi mostrada no programa Happy Hour, do GNT, também da Globosat. No programa foi discutido relacionamentos que começam pelo mundo virtual, a opção de estar solteiro e duas coisas que eu particularmente adorei. A primeira foi que não temos o poder de condenar ninguém, antes mesmo de assumirmos uma relação, a ter algo sério conosco. O compromisso prévio com desconhecidos é sempre falho e pode causar o efeito contrário. Alguém que tinha tudo pra ficar ao seu lado a vida inteira acaba te dando um pé na bunda logo na primeira semana por causa do seu desespero em forçar algo que deve acontecer naturalmente. O outro ponto da discussão que eu gostei bastante foi o fato de sempre vermos o amor como a causa dos relacionamentos, quando na verdade ele é apenas uma consequência, ou de uma maneira mais romântica, uma recompensa.
Então, se o amor não segue uma linha lógica ou racional, não há liga de mulheres com cabelinho dos Jetsons que pode solucionar o caso. Cada um tem que ser dono do rumo que o coração escolhe. Uma ajudinha sempre é boa. Mas essa ajuda tem que vir para valorizar o que você tem de melhor, vir de pessoas que sabem das delícias da sua companhia. Não de pessoas que querem te mudar por inteiro pra ver se chove na sua horta.
Amor e meteorologia são ciências próximas. Não há tempestade que obedeça à moça do tempo.

8 comentários:

SUSANA disse...

Eu discordo da sua opinião sobre o quadro, mas sua última frase valeu o texto inteiro!

Fernanda disse...

geralmente nem gosto de assistir fantastico,só aquelas series sobre a Terra e 'a cilada'.acho a globo manipuladora,sei la...

Caio Abreu disse...

O Fantástico realmente ta chato demais!
Fica um bando de mulheres que acham que sao bem resolvidas (invetiga a vida delas pra ver o caos que é) dando pitaco na vida dos outros... ah, fala sério...

otimo texto!

Alê lobo disse...

Oi gatão, cheguei aqui pelas meninas que não comeram a madonna (huehuehue)...eu também assisti o programa naquele dia, e não sei daquele circo, qual era a maior aberração, a lourinha bancária em desespero, que pelo que notei, não conseguiu ainda adivinhar que personagem interpretar pra conquistar alguém, a tal "Liga das mulheres" que pelo que vi, nunca acertam a mosca, só a bosta, e na maioria das vezes, com uma 12!
Infelizmente, o que faz a pessoa atraente, não é p personagem que vc interpreta, e sim, a sua esponateidade. A menina já encenou tanto que nem imagina quem ela é. Errou feio a tal liga de mulheres...um Prozac e um homem fiodaputa talvez ajudasse ela a ver o que ela não quer e quem ela tá tentando ser...huehuehue...
Bom, vou calar-me um pouquinho...beijos!
obs: tô te seguindo!

o MeninO do lado__ disse...

Cabelinho dos Jetsons?

hahahaha

eu ri demais amigo!
sabe que eu já havia reparado em como a liga das mulheres é fashion =x

Enfim, é aquele velho ditado: Em casa de ferreiro espeto é de pau!

^^
entendeu né amigo? Pau!

Luana Muniz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luanamuniz disse...

O Fantástico já foi um ótimo programa. Hoje seus quadros parecem que são feitos só para "enxer linguiça". Assisti uma vez só e achei uma droga. Concordo plenamente com o seu texto! Parabéns, volte sempre no meu blog. :B

Juliana disse...

AMEI...
hum...aquela moça lá, vi ela no ultimo dia do quadro, e meu estado qndo acabou era eu sentada no sofá de boca aberta sem acreditar no que tava vendo!E ecoando na minha cabeça:"que porra é essa?" hsaudhasuda
Hum...em geral fantastico é ruim, com reportagens bestas do tipo "o mundo tá acabando" e "quem faz sexo mais gostoso?o Barack Obama ou o bush??"
HUm...Amei o post! hdsuhdaud