domingo, 9 de agosto de 2009

Para você, que é tudo pra mim

Foi de noite que Martim teve um pensamento mais ou menos assim: se a história de uma pessoa não seria sempre a história de seu fracasso. Através do qual... o quê? Através do qual, ponto. Em seguida, relutante em utilizar esse pensamento, refugiou-se no pensamento sobre seu filho. Pois o amor pelo seu filho era uma das verdades de que ele mais gostava.

- A maçã no escuro, Clarice Lispector


Pai, duas coisas não cabem no poema: o preço do feijão e o meu amor por você.

AMOR:
a.mor
sm (lat amore) 1 afeição. 2 ligação espiritual. 3 admiração. 4 respeito. 5 amizade. 6 benevolência... Infinito tudo o que sinto pelo meu pai.

3 comentários:

Identidades Fragmentadas disse...

Esse blog está tomando um corpo diferente. Mais conciso, mais latente, mais pessoal. Tenho gostado. E espero que sua fonte inspiradora não seque tão cedo.

você? disse...

Clarice, uma frase perfeita para descrevar o que desejas. Gostei do seu blog, ele é simples. Assim como a vida.

Catarina.

Juliana disse...

*Lindinho!*