quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Não há saudações

trecho de uma carta destinada a uma jovem amante:

... na realidade paralela, em que não havia esposa nem filhos nem formalidades, você me completava. Não por você ser importante. Talvez fosse exatamente o contrário. A sua insignificância me tornava supremo. Ver você ajoelhada aos meus pés implorando alguns tostões despertava em mim a verdadeira grandeza de ser um homem. Mais do que isso, despertava o meu prazer em ser um homem poderoso. Você era uma das minhas posses. Abandono os seus beijos e o seu corpo porque há tantas outras como você no mercado e também porque a vida de pai de família, executivo e jogador de golf me chama. E deste lado, felizmente, não há espaço para as mulheres da sua classe...

amantes nunca ficam em silêncio:

... há tantas outras mulheres como eu rondando por ai, de fato. Mas eu sei que a demanda de vagabundas não atende a todos os velhos vadios que jogam golf no final de semana. Obrigada por ter deixado as minhas contas pagas. Esquecer um homem sujo como você é tão fácil... Talvez não me lembre do seu nome ao postar essa carta. E o "senhor de respeito, casado, com filhos", esquecerá fácil as curvas do meu corpo? ...

amantes são para sempre:

... te vejo mais tarde ...

4 comentários:

Ana disse...

Um viva às mulheres, um viva às amantes...Abraço pra voce...Obrigada mais uma vez, pelo carinho de sempre.

TH14G0 T disse...

esse post me deixou bem inseguro.
não segue muito a linha dos anteriores [se é que existe uma linha]. mas foi divertido simular os dois papéis. talvez tenha faltado um toque de lirismo ou alguma outra coisa que fizesse a leitura fluir melhor. mas eu estava precisando postar algo que parecesse mais forte e até mesmo vulgar rs.!
obrigado pelo carinho, bjos!

Ana disse...

Obrigada mesmo Thiago, pelas palavras carinhosas. Fico feliz demais quando leio seus recados..

Juliana disse...

Eu gostei disso, o final foi sensacional!=)
Agora, me desculpo pela ausencia temporaria.
Thi saudade!E voce aqui do lado! hauhuahau
bjukass Juh