segunda-feira, 27 de outubro de 2008

ciclo do esquecimento

ainda não é tarde.
eu tenho tempo pra te dar um motivo
você tem o mesmo tempo pra inventar uma desculpa
minha mãe tem tempo pra me dar um conselho
meu pai tem tempo pra me falar das notícias
minha irmã tem tempo pra ler a revista
meu irmão tem tempo pra falar ao telefone
ainda não é tão tarde
você tem tempo pra perceber que está sozinho
eu tenho tempo pra sentir que estou te esperando
minha mãe tem tempo de olhar pela janela
meu pai tem tempo pra falar sobre a chuva
minha irmã tem tempo pra provar aquela roupa
meu irmão tem tempo pra deitar na rede
e mesmo que amanheça
e você desapareça
ainda não é muito tarde
a minha mãe continua me dando conselhos
meu pai continua com aquelas notícias
minha irmã continua com aquelas roupas
meu irmão ainda está ao telefone
tudo continua existindo
mesmo sem você por perto
a minha vida parece com aqueles cds riscados
algumas faixas já não tocam mais
mas eu, por vezes, insisto
as canções ficam para trás
junto com você
e qual é o tempo para te esquecer?
o tempo de uma música?
o tempo de um filme? um curta, quem sabe?
o tempo de escrever um texto?
então, deixe-me ouvir uma música,
ou ver um filme, um curta, quem sabe?
e, tentando te esquecer
talvez eu descubra algo melhor para se fazer.
enquanto isso,
minha mãe tem tempo de olhar pela janela,
meu pai tem tempo pra falar sobre a chuva...


3 comentários:

Ana disse...

very good...

Juliana disse...

Fantastico!!!
Eu te amo por isso!
=)
Juh

Fenix disse...

Muito bom! Me lembrei de uma frase meio clichê mas que é muito verdade: "Basta um minuto para conhecer uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la, e mais do que uma vida inteira para esquecê-la".